Blog

Saúde e Bem estar

Planos Santa Casa Saúde conta agora com 19 Hospitais

Em plena expansão em toda a região metropolitana do Vale do Paraíba, o Plano Santa Casa Saúde credenciou um dos melhores hospitais do Vale do Paraíba.

 

O Hospital Frei Galvão junta-se à rede Santa Casa Saúde que continua a oferecer a melhor e maior rede credenciada do Vale do Paraíba e passa a atender agora em 19 hospitais.

 

Lista de Hospitais Santa Casa Saúde: Ver no Mapa

Cidade

Hospital (is)

Aparecida

Santa Casa de Aparecida

Caçapava

Fusam

Caraguatatuba

Hospital Stella Maris

Cruzeiro

Santa Casa de Cruzeiro

Guaratinguetá

Hospital Frei Galvão

Santa Casa de Guaratinguetá

Guararema

Santa Casa de Guararema

Jacareí

Hospital de Alvorada

Hospital Antonio Afonso

Lorena

Santa Casa de Lorena

Mogi das Cruzes

Hospital Ipiranga

Pindamonhangaba

Santa Casa de Pindamonhangaba

São Sebastião

Hospital de Clínicas de S. Sebastião

São José dos Campos

Santa Casa de São J. dos Campos

GACC

Hospital Chuí de Psiquiatría

Taubaté

Hospital Regional

Hospital São Lucas

Ubatuba

Santa Casa

 

Santa Casa Saúde apresenta ótimo custo-benefício.

Em plena expansão em todo o Vale do Paraíba e Litoral o plano Santa Casa possui um ótimo custo-benefício dentre os planos de saúde.

 

O plano conta ainda com hospital próprio, a Santa Casa de São José dos Campos, o maior complexo hospitalar do Vale do Paraíba. Este hospital é referência nacional para transplantes de fígado e tratamento de queimados.

 


Desde 2012 o hospital é certificado pela ONA, organismo que atestou a credibilidade e confiabilidade do atendimento, de acordo com rigorosas normas de qualidade de atendimento.

urgencia emergencia

 

Vantagens do plano Santa Casa Saúde

  • Ampla rede credenciada com 19 Hospitais e mais de 1000 médicos.
  • Atendimento nacional para urgências e emergências pela rede Abramge e rede Saúde Filantrópica.
  • Urgências e Emergências 24 horas.
  • 85% dos usuários aprovam o plano.
  • Nota 9,3 pela ANS (Agência Nacional de Saúde).
  • Clínicas próprias com atendimento exclusivo. Consulte todas as unidades.
  • Aprovador de exames por aplicativo (Android e IOS)

 

Tipos de planos disponíveis:

  1. Individuais.
  2. Familiares.
  3. Empresariais.

 

Como contratar o plano Santa Casa Saúde?

Central de Vendas: Tel. (12) 3011-9470

Atendimento rápido WhatsApp (12)98249-4013:

ver artigo
TER AMIGAS FAS BEM PARA A SAÚDE DAS MULHERES
Saúde e Bem estar

TER AMIGAS FAZ BEM PARA A SAÚDE DAS MULHERES

Amigas: amizade entre mulheres pode reduzir o estresse e até apoiar pacientes em tratamento de câncer. Entenda a relação.

Publicado originalmente em Medley.

Há esse mito de que a competição e a inimizade é mais forte entre mulheres do que homens, mas essa é apenas uma ideia baseada em um estereótipo de gênero. Evidências científicas mostram que ter uma rede de apoio formada por boas amigas traz benefícios tanto para a saúde emocional, quanto física.

Todos precisamos de uma aldeia

As relações sociais que estabelecemos não existem apenas para nos dar prazer. Elas também influenciam nossa saúde a longo prazo de maneiras tão poderosas quanto um sono adequado, boa alimentação e a não adoção de hábitos prejudiciais, como fumar. De acordo com a Universidade de Harvard, dezenas de estudos mostram que pessoas que têm relacionamentos satisfatórios com a família, amigos e comunidade são mais felizes, saudáveis e vivem mais.

Para as mulheres, manter uma rede de apoio sólida pode trazer benefícios especiais, até inesperados. De acordo com um estudo publicado em 2015, para que sejam mais saudáveis e ativas na sociedade, precisam estabelecer diferentes tipos de relações sociais e apoio mútuo. Por isso, precisam estar bem informadas sobre tais vantagens.

Quem já tem filhos conhece bem a primeira delas: a importância de receber suporte no pós-parto. Você já ouviu a expressão “é preciso uma aldeia para criar uma criança”? Ela significa que a responsabilidade não está toda nas costas da mãe, mas também das pessoas que a rodeiam.

Para que a criança desenvolva todo o seu potencial, familiares, amigos, educadores, profissionais de saúde e, é claro, o pai, devem participar do seu crescimento. Paralelamente, essa rede de apoio é fundamental após o nascimento do bebê, pois possibilita que a mãe amamente, diminua a possibilidade de desenvolver depressão pós-parto e tenha equilíbrio suficiente para cuidar do pequeno desde a tenra idade.

Ter boas amigas ainda ajuda as mulheres a lidar com situações estressantes, enquanto para os homens a estratégia é diferente. Um estudo de referência sobre a relação entre amizades e estresse descobriu que o sexo feminino reage ao estresse de forma diferente dos homens, devido às diferentes proporções de hormônios liberados na corrente sanguínea.

Quando estamos estressados, a ocitocina, um hormônio ligado ao prazer, entra em ação para regular sensações negativas do estresse, como medo e raiva. Os homens liberam quantidades muito menores de ocitocina do que as mulheres. Portanto, quando passam por situações estressantes, entram em conflito ou preferem se fechar completamente, sem buscar apoio.

Já as mulheres, segundo as autoras do estudo, são geneticamente conectadas às amizades em grande parte devido à ocitocina liberada em suas correntes sanguíneas. Também conhecida como “hormônio do amor”, ela produz sensações que promovem o apego e, portanto, ajudam a fortalecer relações interpessoais. Assim, quando a vida se torna desafiadora, a reação natural do sexo feminino é procurar por apoio mútuo.

 

Amigos em prol da saúde física

Não é só a saúde emocional que se fortalece quando mulheres estão em uma rede de confiança e amor. Ao estudar a taxa de sobrevivência de mulheres com câncer de mama, o pesquisador David Spiegel descobriu que as pacientes que tinham um forte círculo de apoio sobrevivam por mais tempo do que aquelas que viviam em isolamento social. 

Além disso, quanto mais amigos as mulheres têm, menor a probabilidade de desenvolverem deficiências físicas à medida que envelhecem. Mas não são quaisqueres amigos: devem ser boas relações de amizade, nas quais podemos confiar. Lembrando que a ausência delas é tão prejudicial quanto estar acima do peso ou fumar.

Por fim, ter bons amigos pode fazer toda a diferença quando passamos por momentos difíceis, como a perda do companheiro(a) de vida. Isso porque tais amizades ajudam a compartilhar o fardo.

Ainda não está convencida sobre o poder das amizades? Veja, abaixo, outros benefícios:

  • Aumenta seu senso de pertencimento e seus propósitos;
  • Aumenta a felicidade e reduz o estresse;
  • Melhora a autoconfiança e a auto-estima;
  • Ajuda a lidar com traumas, como o divórcio, e com doenças graves;
  • Incentiva a abandonar hábitos poucos saudáveis, como o consumo excessivo de álcool.

 

Construa a sua aldeia

Está se sentindo solitária, mas não sabe pode onde começar a mudar sua realidade? Boa forma de dar o primeiro passo é procurar por novos interesses, como uma aula ou uma nova prática esportiva. Fazer trabalho voluntário ou participar de eventos da sua comunidade, como festas de confraternização do trabalho ou do bairro, também são bons locais para conhecer gente nova.

Além disso, se você tem amigos com os quais não conversa há tempos, retome o contato. Faça convites e aceite as propostas de quem você conhece. Proponha-se a estabelecer novos vínculos, o que inclui deixar as redes sociais um pouco de lado. Topa o desafio?

Fim do artigo. Leia o original clicando AQUI.

 


SYG Planos de Saúde Taubaté – Contrate SulAmérica com desconto. Ligue (12) 3011-9470.

Quero receber cotação pelo Whatsapp

 

ver artigo
Vacinas contra gripe - SYG Planos de Saúde Taubaté
Saúde e Bem estar

Campanha de vacinação contra gripe é ampliada para crianças de 5 anos.

Vacina antes era indicada para crianças de seis meses até menores de cinco anos

Matéria originalmente publicada em Folha. 28/03/2019 por Natalia Cancian.

 

Prevista para ocorrer entre 10 de abril e 31 de maio, a campanha de vacinação contra a gripe deve passar a incluir neste ano crianças menores de seis anos. Antes, a vacina era indicada apenas para crianças de seis meses a menores de cinco anos.

Com a ampliação, o público-alvo a ser vacinado será de 58,6 milhões de pessoas. No ano passado, esse número era de 54,1 milhões de pessoas.

 

A ampliação do público-alvo foi divulgada pelo secretário de vigilância em saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, em reunião com secretários estaduais e municipais de saúde.

Além das crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), fazem parte do público-alvo idosos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, trabalhadores de saúde, professores das escolas públicas e privadas, indígenas e população privada de liberdade.

A campanha de vacinação será iniciada em 10 de abril. A exceção é o Amazonas, que enfrenta um surto de gripe, situação levou o estado a pedir a antecipação da vacinação, iniciada em 20 de março.

Atualmente, o país soma 145 casos confirmados de síndrome respiratória aguda grave pelo vírus da gripe A H1N1

Destes, 110 ocorreram no Amazonas, estado que também já soma 28 mortes pela doença. “Foi uma situação totalmente atípica, o que justifica esse início antecipado”, disse Oliveira.

 

PÚBLICO-ALVO

 

Além da ampliação do público-alvo, a campanha terá mudanças neste ano. Segundo Oliveira, a ideia é que estados e municípios adotem estratégias para priorizar inicialmente a vacinação de crianças e gestantes.

A medida ocorre devido à dificuldade de vacinar esse público, que tem registrado menor taxa de adesão à vacina nos últimos anos. Em seguida, a partir de 22 abril, a campanha será estendida aos demais grupos.

Já o chamado dia D, de mobilização para a vacinação, está marcado para 4 de maio.

Ao mesmo tempo em que fará a campanha de vacinação contra a gripe, o governo deve realizar uma campanha de multivacinação. O objetivo é aumentar a cobertura vacinal de crianças e adolescentes.

 

Fim da matéria. Matéria originalmente publicada em Folha. 28/03/2019 por Natalia Cancian.


 

Blog mantido por:
SYG Planos de Saúde Taubaté

www.saudetatubate.com.br 

ver artigo
Infarto - o que fazer e como reconhecer
Saúde e Bem estar

INFARTO CARDÍACO: COMO RECONHECER E O QUE FAZER

COMO RECONHECER UM INFARTO CARDÍACO

Nem todos os ataques cardíacos começam com uma dor súbita no peito.

Os sintomas podem ser mais leves e menos óbvios. Muitas pessoas pensam, por exemplo, estar com problemas digestivos.

Por não ter certeza do que está errado, acabam esperando demais para pedir ajuda.

Por isso, é importante estar atento. Saber reconhecer os sinais de infarto cardíaco pode salvar a sua vida ou a de uma pessoa próxima.

 

QUAIS SÃO OS SINAIS?

 

·        Pressão no peito – A maioria dos ataques cardíacos envolve dor intensa no centro do peito que dura mais do que alguns minutos, ou que vai e volta;

·        Dor ou desconforto em membros superiores – pode ser em um ou ambos os braços, costas, estômago, pescoço ou mandíbula;

·        Falta de ar – pode vir acompanhada ou não de dor no peito;

·        Outros sintomas – incluem tontura, suor, indigestão ou náusea.

 

 

O QUE FAZER EM CASO DE INFARTO CARDÍACO

 

Ao aparecem os primeiros sintomas, chame socorro ou dirija-se a um hospital imediatamente. Quanto maior a demora, maior o risco. Se você está ajudando alguém com suspeita de infarto, tome algumas precauções enquanto espera por ajuda médica:

 

1. Procure ajuda
Antes de tudo, sempre ligue para o serviço de emergência, como o Samu (192) ou os bombeiros (193).

2. Na pressa
Caso a ambulância vá demorar acima de 20 minutos, é melhor correr para o hospital mais próximo de carro ou táxi.

3. Sem exercícios
Não permita que a pessoa com sintomas faça qualquer esforço físico, muito menos dirija até o pronto-socorro.

4. Sem comer
Não ofereça alimentos ou bebidas à vítima. Além de ser um desperdício de tempo, isso traria até problemas.

5. Trato prévio
Se o indivíduo não tiver alergia à aspirina, dê dois comprimidos desse remédio, que tem poder anticoagulante.

6. Sem aperto
Em situação de desmaios, deite o corpo em posição confortável. Afrouxe as roupas, os sapatos e os acessórios.

7. Tranco elétrico
Confira se há um desfibrilador. Por lei, lugares com grande circulação precisam ter o aparelho.

8. Hora da ação
Se o infartado estiver sem batimentos e respiração, inicie a massagem cardíaca. Veja como proceder no vídeo:

 

 

 FATORES DE RISCO

Um ataque cardíaco acontece quando parte do músculo do coração deixa de receber sangue por causa de algum bloqueio. Homens com mais de 45 anos e mulheres com mais de 55 estão mais sujeitos a enfartar.

Além da idade, há outros fatores de risco:

·        Tabagismo;

·        Colesterol aumentado;

·        Diabetes mellitus;

·        Hipertensão arterial;

·        Obesidade;

·        Sedentarismo;

·        Estresse e depressão.


Este texto é reproduzido por:
SYG Planos de Saúde

Precisando de planos de saúde ou odontológicos?

Quero receber cotação pelo Whatsapp

 

 

ver artigo
Pilulas contraceptivas - SYG Planos de Saúde Taubaté
Saúde e Bem estar

Pílula masculina passa em primeiro teste

Contraceptivo deve chegar ao mercado em dez anos.

Pilula masculina: teste com 40 homens mostrou que níveis de hormônios necessários para produção de esperma caíram drasticamente em pacientes que ingeriram comprimido. 

Publicado originalmente em dw.com

 

Uma nova pílula contraceptiva masculina foi testada em homens saudáveis por cientistas americanos e revelou poder ser uma maneira efetiva de diminuir a produção de espermatozoides sem afetar a libido.

Os resultados da primeira fase do estudo sobre o medicamento, testado em 40 homens saudáveis, foram apresentados nesta terça-feira (26/03) no encontro anual da Sociedade de Endocrinologia, em Nova Orleans, nos Estados Unidos. 

“Os nossos resultados sugerem que este comprimido, que combina duas atividades hormonais numa só, diminui a produção de espermatozoides mantendo a libido”, afirmou uma das pesquisadoras, Christina Wang, do Instituto de Investigação Biomédica de Los Angeles, na Califórnia. 

O contraceptivo oral masculino chama-se 11-beta-MNTDC e consiste em testosterona modificada que combina as ações de um hormônio masculino, o androgênio, e a progesterona. 

Dos 40 participantes do estudo, 14 receberam doses de 200 miligramas do medicamento e 16 receberam doses de 400 miligramas. Outros 10 receberam uma cápsula placebo. Todos os participantes ingeriram as cápsulas uma vez por dia, ao longo de 28 dias.

Os homens que ingeriram a 11-beta-MNTDC mostraram queda no nível médio de testosterona. Os participantes reportaram casos de fadiga, acne e dores de cabeça, mas não relataram efeitos colaterais sérios.

Segundo uma das pesquisadoras principais do estudo, Stephanie Page, da Escola de Medicinada Universidade de Washington, os efeitos da baixa testosterona foram mínimos porque a 11-beta-MNTDC simula bem a testosterona no restante do corpo, mas não permanece em concentrações grandes o bastante nos testículos para apoiar a produção de esperma.

Os níveis de dois hormônios necessários para a produção de esperma caíram drasticamente em relação aos homens que estavam ingerindo o placebo.

 “O objetivo é encontrar o composto com menos efeitos colaterais e mais eficaz”, disse Page.

Wang afirmou acreditar que contraceptivos hormonais masculinos seguros e com efeitos reversíveis estarão disponíveis no mercado em cerca de dez anos. A pesquisadora citou um estudo publicado em 2005 mostrando que 55% dos homens em relacionamentos estáveis estão abertos a tentar novos métodos contraceptivos hormonais caso seus efeitos sejam reversíveis.

O próximo passo da pesquisa é realizar testes de maior duração, já que testes por um período de ao menos de 60 a 90 dias teriam sido necessários para afetar a produção de esperma. Se o medicamento for eficaz em estudos mais longos, ele será testado em grupos maiores e posteriormente em casais sexualmente ativos.


Este texto é reproduzido por:
SYG Planos de Saúde

Precisando de planos de saúde ou odontológicos?

Quero receber cotação pelo Whatsapp

 

 

ver artigo
Mielona múltiplo - conheça mais em www.saudetaubate.com.br - planos de saúde
Saúde e Bem estar

Mielona Múltiplo: saiba mais sobre

Um câncer de sangue que se confunde com outras doenças

Publicado originalmente em Saúde, em 25/03/2019

 

O mieloma múltiplo tem sintomas que podem passar batido ou serem vistos como consequência de outro mal. E isso atrasa o diagnóstico, segundo um estudo

(Autor: Theo Ruprecht, para revista Saúde

O mieloma múltiplo é um tipo de câncer que afeta o plasmócito (um tipo de célula do sangue).

O mieloma múltiplo não é um câncer comum – estima-se que ele afeta sete a cada 100 mil pessoas. Mas isso não é motivo para negligenciar essa doença ou seus sintomas, até porque o diagnóstico precoce aumenta o tempo de vida e evita suas consequências mais graves.

O problema: os sinais que dão pistas de sua presença não raro são confundidos com doenças como a osteoporose ou até como manifestações típicas do envelhecimento. Não à toa, 44% dos 200 pacientes entrevistados para uma pesquisa da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale) demoraram mais de três meses para procurar um médico depois de apresentarem os primeiros sintomas – 26% deixaram passar mais de um ano.

Só que essa história não termina aí. No levantamento da Abrale (que envolveu pessoas atendidas nas redes pública e privada), 45% esperaram ao menos seis meses para de fato serem diagnosticados com o mieloma múltiplo. E, após a confirmação do quadro, 82% ainda esperaram mais de um mês para iniciarem o tratamento.

“Ninguém sai de casa dizendo que vai fazer uma consulta preventiva com o hematologista, o médico mais acostumado a diagnosticar e tratar esse câncer”, afirma Breno Gusmão, hematologista da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo. “Precisamos conscientizar a sociedade e até os outros especialistas que sintomas como dor recorrente nas costas merecem uma investigação aprofundada”, arremata.

O que é o mieloma múltiplo e quais seus sintomas

Em resumo, estamos falando de um câncer que surge na medula óssea – a fábrica de sangue que se localiza no interior dos ossos. No caso, a doença acomete especificamente os plasmócitos, células de defesa que participam do combate a infecções.

“Em cerca de 90% dos pacientes diagnosticados, há presença de dor óssea”, alerta Gusmão. Esse incômodo geralmente dá as caras na coluna ou nas costelas, surge do nada e piora com o movimento.

Fora isso, ele tende a se intensificar com o tempo, o que inclusive culmina em abuso de analgésicos.

Com o tempo, a degeneração óssea decorrente do mieloma múltiplo enfraquece o esqueleto, disparando uma espécie de osteoporose. Daí porque não são poucos os pacientes com fraturas.

Vamos, então, listar os sintomas de sua presença:

• Dor óssea frequente, principalmente nas costas
• Fraturas
Anemia
• Cansaço
• Infecções repetidas
• Urina com espuma
• Perda de apetite
• Sede exagerada

Além da osteoporose, tem gente que confunde esses sinais com a deficiência de ferro ou mesmo como consequências da maturidade, até porque o mieloma múltiplo é mais comum depois dos 60 anos. “Com exames de sangue e de imagem, conseguimos firmar o diagnóstico”, diz Gusmão.

 

Fim do artigo. Leia o artigo original clicando aqui.


 

Este artigo é divulgado por:
SYG Saúde – Planos de Saúde

Central de vendas: Av. Independência, 630 – Sala 22 – Taubaté – SP – (12)3011-9470

 

 

ver artigo
Santa Casa
Saúde e Bem estar

SANTA CASA SAÚDE COM CARÊNCIA ZERO ATÉ O FINAL DO MÊS

SANTA CASA SAÚDE CONTINUA COM CARÊNCIA ZERO (EXCETO PARTOS E DOENÇAS PRÉ-EXISTENTES)

 

Até o final do mês de março o plano Santa Casa Saúde está com CARÊNCIA ZERO para clientes vindos de outros planos.

Para aproveitar esta campanha promocional, os interessados no plano devem possuir pelo menos um ano no plano anterior.

São aceitas migrações de qualquer plano regulamentado como Unimed, SulAmérica, Policlin, Bradesco, Amil, etc.

As isenções de carência não se aplicam a parto e doenças pré-existentes.

Quero receber cotação

 

Santa Casa Saúde apresenta ótimo custo-benefício.

Em plena expansão em todo o Vale do Paraíba e Litoral o plano Santa Casa possui um ótimo custo-benefício dentre os planos de saúde.

O plano conta ainda com hospital próprio, a Santa Casa de São José dos Campos, o maior complexo hospitalar do Vale do Paraíba. Este hospital é referência nacional para transplantes de fígado e tratamento de queimados.


Desde 2012 o hospital é certificado pela ONA, organismo que atestou a credibilidade e confiabilidade do atendimento, de acordo com rigorosas normas de qualidade de atendimento.

urgencia emergencia

 

Vantagens do plano Santa Casa Saúde

  • Ampla rede credenciada com 19 Hospitais e mais de 1000 médicos.
  • Atendimento nacional para urgências e emergências pela rede Abramge e rede Saúde Filantrópica.
  • 2 Hospitais em Taubaté: Regional e São Lucas.
  • Urgências e Emergências 24 horas.
  • 85% dos usuários aprovam o plano.
  • Nota 9,3 pela ANS (Agência Nacional de Saúde).
  • Clínica Própria no centro de Taubaté.
  • Aprovador de exames por aplicativo (Android e IOS)

Quero receber cotação pelo Whatsapp

 

Clínica Santa Casa Saúde em Taubaté

Inaugurada no mês de março de 2018, a clínica de especialidades médicas é exclusiva para clientes dos planos Santa Casa Saúde.

Instalada em um amplo e confortável espaço, bem no centro de Taubaté, a clínica conta com diversos especialistas que realizam consultas e exames em várias especialidades médicas.

Quero receber cotação pelo Whatsapp

 

Especialidades atendidas na Clínica Santa Casa Saúde Taubaté:

  • Alergologia
  • Cirurgia geral
  • Cirurgia vascular
  • Clínica geral
  • Dermatologia
  • Gastroenterologia
  • Ginecologia
  • Neurologia
  • Ortopedia
  • Pediatria
  • Reumatologia

Quero receber cotação pelo Whatsapp

 

Facilidade para chegar:

A Clínica está localizada em um amplo espaço no seguinte endereço:

Av. Granadeiro Guimarães, 251 – Centro, Taubaté – SP Como chegar

O local fica bem em frente ao Hospital Universitário de Taubaté, bem no centro da cidade, em local de fácil acesso e com grande número de estacionamentos nas proximidades.

A Clínica fica a 100 metros do terminal urbano da rodoviária velha.

Santa Casa Taubaté

Fachada Clínica Santa Casa Taubaté

Quero receber cotação pelo Whatsapp

 

Informações e marcação de consultas Santa Casa.

O telefone da clínica é: (12) 2012-0050

Para marcar consultas o cliente Santa Casa Saúde deve ligar para (12) 3876-1999

 

E para quem não tem plano no momento?

Neste caso aplicam-se as carências permitidas pela ANS.

Solicite a visita de um consultor pois para planos empresariais as carências também são reduzidas para empresas com grande número de funcionários.

Quero receber cotação pelo Whatsapp

 

Quanto custa o plano Santa Casa Saúde.

Os planos possuem o melhor custo-benefício do Vale do Paraíba.

Existem opções de contratações individuais, familiares e empresariais.

Solicite a visita de um consultor ou peça agora mesma a tabela de preços:

Quero receber cotação pelo Whatsapp

 

Como contratar o plano Santa Casa Saúde com carência zero?

Central de Vendas:

Av. Independência, 603 – Sala 22 – Taubaté (Perto do SENAI)

Tel. (12) 3011-9470

Solicite uma cotação pelo WhatsApp (12)98249-4013:

ver artigo
influenzataubate
Saúde e Bem estar

Gripe 2019 – Saiba quais as vacinas aprovadas pela Anvisa

CONHEÇA AS VACINAS CONTRA GRIPE LIBERADAS PELA ANVISA

 

Seis vacinas contra gripe (influenza) tiveram aprovação da Anvisa para uso no Brasil, em 2019.

Os produtos autorizados são os que fizeram a atualização das cepas do vírus da gripe, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Resolução RE 2.714, de outubro de 2018, da Agência. São eles: 

 

– Fluarix Tetra – GlaxoSmithKline Brasil Ltda.

 

– Influvac – Abbott Laboratórios do Brasil Ltda. 

 

– Influvac Tetra – Abbott Laboratórios do Brasil Ltda.

 

– Vacina influenza trivalente (fragmentada e inativada) – Instituto Butantan. 

 

– Vacina Influenza Trivalente (subunitária, inativada) – Medstar Importação e Exportação Eireli.

 

– Vaxigrip – Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. 

 

Composição das vacinas  

 

As vacinas da influenza sazonal são geralmente modificadas a cada ano, para proteção contra as cepas virais de gripe em circulação. Normalmente, a OMS divulga, no mês de setembro, a recomendação das cepas de vírus influenza que devem ser utilizadas na produção das vacinas para o hemisfério sul, para uso no ano seguinte.   

 

Por isso, em conformidade com as determinações da OMS e com a Resolução RDC 151/2017, todos os anos a Anvisa publica uma resolução que define a composição das vacinas influenza que serão utilizadas no ano seguinte.  

 

As vacinas influenza trivalentes a serem usadas no país, neste ano, devem conter, obrigatoriamente, três tipos de cepas de vírus em combinação e devem observar as seguintes especificações:  

 

– Um vírus similar ao vírus influenza A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09. 

 

– Um vírus similar ao vírus influenza A/Switzerland/8060/2017 (H3N2). 

 

– Um vírus similar ao vírus influenza B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87).  

 

As vacinas influenza quadrivalentes, contendo dois tipos de cepas do vírus influenza B, deverão conter um vírus similar ao vírus influenza B/Phuket/3073/2013 (linhagem B/Yamagata/16/88), adicionalmente aos três tipos de cepas especificadas acima.  

 

CEPAS DA VACINA CONTRA A INFLUENZA

Em relação ao ano passado (2018), houve alteração de duas cepas (cepas A/Switzerland/8060/2017 (H3N2) e B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87) na vacina influenza. Portanto, em função desta mudança na composição da vacina, é imprescindível receber a vacina em 2019, com as cepas preconizadas pela OMS para o Hemisfério Sul. O Ministério da Saúde não indica a utilização da vacina contra influenza com cepas 2018 pois não tem a mesma composição da vacina de 2019, o que faz com que não seja eficaz para proteção.

SINTOMAS E PREVENÇÃO

Indivíduos que apresentem sintomas de gripe devem: evitar sair de casa durante o período de transmissão da doença (até 7 dias após o início dos sintomas); restringir ambiente de trabalho para evitar disseminação; evitar aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados; e adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

Para prevenir a doença, o Ministério da Saúde recomenda à população medidas gerais de proteção, como a constante lavagem das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento, e a adoção da etiqueta respiratória, que consiste em espirrar na parte de dentro dos cotovelos e cobrir a boca ao tossir, visando à redução do risco de infecção pelo vírus. Também não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas. É importante alertar para sinais e sintomas de gravidade par aa busca imediata de avaliação em uma unidade de saúde.

CAMPANHA NACIONAL CONTRA A GRIPE

Nacionalmente, o Ministério da Saúde está antecipando a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe para a primeira quinzena de abril (de 10 de abril a 31 de maio), cerca de 15 dias mais cedo que nos anos anteriores, que costumavam ocorrer na segunda quinzena do mesmo mês. Nesta primeira etapa nacional, que começa no dia 10 de abril, serão priorizadas as crianças de um a seis anos de idade, gestantes e puérperas em decorrência da vulnerabilidade desse público. A partir do dia 22 de abril, todo o público-alvo da campanha poderá se vacinar.

 

Fontes:
Anvisa e Ministério da Saúde


Este blog é mantido por:
SYG Planos de Saúde Taubaté.

 

ver artigo
Fórmula da Felicidade SYG Planos de Saúde Taubaté
Saúde e Bem estar

A FÓRMULA DA FELICIDADE

A fórmula da felicidade

Publicado originalmente em dw.com

A busca pela felicidade é um objetivo central na vida das pessoas de todo o mundo, reconhecido pela ONU com um dia mundial, o 20 de março.

Para sociólogo, existe até uma fórmula para medi-la, com base em três fatores.

 Há anos que os alemães se consideram um povo feliz. Especialista associa fenômeno a baixo desemprego.

Quando se quer medir o grau de felicidade de uma nação, o que conta não são estados eufóricos voláteis, como quando se ganha uma Copa do Mundo. O que importa é o nível de satisfação das pessoas com a vida que levam.

É exatamente isso que interessa o pesquisador da felicidade Jan Delhey, professor de sociologia na Universidade Otto von Guericke, de Magdeburg. Ele desenvolveu uma fórmula para medir a felicidade individual: ter + amar + ser = grau de felicidade.

  • “Ter” se refere, segundo Delhey, a coisas materiais, como renda ou riqueza.
  • A categoria “amar” abrange todas as relações sociais, como a família ou amigos.
  • “Ser” diz respeito ao significado que alguém vê na sua vida, a forma como planeja sua vida ativamente e qual a resposta que recebe de seu ambiente.

Juntas, as três áreas resultam no nível de satisfação pessoal. O peso de cada quesito depende, segundo Delhey, de preferências individuais, mas nenhum deles deve ficar de fora. “Um milionário que é solitário não faria uma cruz na nota 10 da escala de satisfação com a vida. E, da mesma forma, quem só tem o mínimo para sobreviver pode ter uma vida familiar ótima, mas é improvável que marque um 9 ou 10”, exemplifica.

A receita da felicidade é influenciada pelas raízes culturais e o lugar onde a pessoa vive. A fórmula criada por Delhey pode ser aplicada universalmente, mas devem ser consideradas tendências locais.

“Em sociedades que estão num clima de expansão econômica, como nas asiáticas, em particular na China, felicidade é quase que equiparada a ter sucesso e ganhar muito dinheiro.” Já as sociedades ocidentais, comparativamente, são avaliadas pelo sociólogo como “relativamente pós-materialistas” – onde os itens “amar” e “ser” se tornaram mais importantes.

 

Escandinavos costumam liderar os rankings de felicidade da ONU. Em 2018, a Finlândia ocupou a dianteira

Crescimento econômico não é tudo. Isso é algo que o Reino do Butão, no Himalaia, reconheceu há tempos. Desde 2008, a “felicidade nacional bruta” consta de sua Constituição. O objetivo é alcançar uma sociedade justa, equitativa e harmoniosa.

Existe também um Ministério da Felicidade. Para medir a felicidade nacional bruta, nove áreas são consideradas: padrão de vida, saúde, bem-estar mental, educação, distribuição do tempo, boa governança, sentimento comunitário, diversidade ecológica e cultural.

O país é considerado o iniciador do Dia Internacional da Felicidade, adotado em 2012 pela ONU como dia mundial. Com a data, as Nações Unidas reconhecem que a busca da felicidade é uma meta humana fundamental – e pedem a seus Estados-membros que façam com que suas políticas nacionais sejam guiadas por ela.

Delhey acha “enriquecedor” que a política atualmente considere que os dados econômicos por si só não refletem o estado de uma sociedade. “Por muito tempo, se disse que, numa sociedade rica, a vida é necessariamente boa.

E exatamente os EUA, em particular, nos mostram que esse não é o caso. O país está entre os mais ricos, mas tem uma carga incrível de problemas sociais”, afirma.

Os países escandinavos ocupam regularmente o topo do ranking anual no Relatório Mundial da Felicidade das Nações Unidas. Em 2018, a Alemanha ficou em 15º lugar entre 156, e o Brasil, em 28º lugar. Numa comparação europeia, a Alemanha ocupa os últimos lugares do primeiro terço do ranking.

O sociólogo Jan Delhey avalia que o fato de a Alemanha não ocupar as primeiras posições não tem a ver com o “mau humor” ou a “insatisfação” que alguns estrangeiros gostam de atribuir aos alemães. O especialista ressalta que não apenas as circunstâncias e atitudes pessoais afetam o nível de satisfação, mas também as condições sociais. E estas incluem o nível de prosperidade, a coesão social, as condições de igualdade na sociedade e a qualidade da governança pública.

Em todos esses pontos, a Alemanha está bem, na avaliação de Delhey. “Mas existem algumas sociedades que têm um desempenho ainda melhor.”

Na Alemanha, as pessoas estão se tornando cada vez mais satisfeitas com suas vidas, ao longo dos anos. “Curiosamente, chegamos a um ponto alto que dura anos – a despeito de todo esse debate sobre descontentamento e medos”, pondera Delhey. Uma possível explicação para esse desenvolvimento aparentemente paradoxal reside nas taxas de emprego. “Estar desempregado reduz a satisfação com a vida de forma realmente drástica. E temos há anos uma taxa de desemprego em queda.”

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

Fim do artigo

 


Este artigo é um oferecimento de: SYG Saúde Taubaté

Planos de Saúde e Odontológicos – Av. Independência, 603 – Taubaté – SP

 

ver artigo
Saúde e Bem estar

Novidade na Rede Santa Casa Saúde

HOSPITAL FREI GALVÃO: BEM VINDO À REDE SANTA CASA SAÚDE

TEM NOVIDADE NA REDE SANTA CASA


O conceituado Hospital Frei Galvão, de Guaratinguetá, passou a fazer parte da rede credenciada Santa Casa Saúde, a partir de janeiro de 2019.

Aos beneficiários do plano Santa Casa Saúde, especialmente nas regiões de Guaratinguetá, Lorena, Cachoeira Paulista e Aparecida passam a ter acesso a vários atendimentos com a alta qualidade do hospital.

A rede conta agora com total de 19 hospitais, dezenas de clínicas e laboratórios e mais de 1.000 médicos em todas as especialidades.

O plano Santa Casa Saúde conta com moderna rede credenciada em todas as especialidades. Além disso é um plano aprovado por 81% dos usuários e com nota 9,4 pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Contrate um plano de saúde Santa Casa Saúde. Central de Vendas Santa Casa Saúde: (12) 3011-9470.

WhatsApp Comercial Santa Casa Saúde: (12) 98249-4013.

www.santacasavale.com.br

ver artigo
-->